A King’s Tale: Final Fantasy XV um Final Fantasy XV de graça?(Analise)


Olá todos, como vai vocês? Hoje trago analise de um jogo GRATUITO isso mesmo de graça e ainda um jogo que faz parte do universo Final Fantasy XV, alguns deve estar se perguntando “Universo Final Fantasy XV? Como assim?” Vou responder, primeiro tem que saber que apesar de o mesmo mundo cada jogo de Final Fantasy se passa em épocas diferentes, historias diferentes e personagens diferentes, algo parecido com HQ’s que tem aquela de realidades alternativas, Final Fantasy XV já superou o VII ficando o jogo de Final Fantasy com maior expansão, tendo anime, filme, jogos spin off e expansões de historia e multiplayer e ainda continua recendo conteúdo e um desses conteúdos foi lançado totalmente de graça chamado A King’s Tale.

Historia de King’s Tale e contado pelo Rei Regis para seu filho Noctis, Noctis e o protagonista do XV mas em King’s Tale ele ainda é uma criança e seu pai esta contando para o filho uma incrível aventura que ele teve anos antes e nesse contexto que o jogo começa, a historia e bem rasa muitos coloca como não canon, eu acho indiferente ela não afeta a campanha nem para melhorar ou piorar, tem até momentos engraçados caso você morra Noctis pergunta “Pai isso realmente aconteceu assim?” mostrando que toda historia é a versão de Regis podendo descartar facilmente caso não goste.

A Jogabildade do jogo é o clássico briga de rua, aonde você sai metendo a porrada em todo mundo, mas você não usa os punhos sim as espadas, os gráficos do jogo são feitos para parecer 16 bits e se você jogou esses jogos no Mega Drive ou Super Nintendo vai atacar sua nostalgia fora que são lindíssimos, Regis tem vários ataques lembrando muito do jogo, como ataque rápido, forte, escudo para atordoar o oponente e rolamento, tendo combinação de ataques, Regis também tem magias que ao carregar uma magia ele pode usar ela com mais força bem estilo Golden Axe e acertando uma quantidade de vezes sem levar golpe você pode chamar um aliado para atacar os inimigos, não levando um ataque pode usar um golpe especial podendo atacar você e todos seus aliados, o jogo infelizmente é single player com uma duração que você pode zerar de uma para duas horas ele é bem curto mas por ele ser de graça foi mais para agradar os fãs, eu não tenho o que reclamar, a jogabilidade responde até que bem como Regis pode teleportar para atacar seu alvo faz o jogo ser muito dinâmico, cada inimigo tem sua estratégia para vencer e quando você pega costume dos botões fica até mesmo uma poluição visual de tantos ataques que você e seus aliados usam, magias, e como ele é bem dinâmico muitas veze você vai se ver tentando atacar um inimigo e o jogo não percebeu que você quer teleportar para um certo inimigo demorando um pouco para o ataque acertar, o jogo não tem muita dificuldade, pegando os comandos o jogo fica muito fácil e se torna um jogo que você vai te divertir por uma a duas horas, zerando o jogo tem a Dream Battle, aonde você escolhe inimigos e fica enfrentando eles em modo horda com objetivos é divertido para passar o tempo mas se pudesse ir com os amigos ia ser muito mais divertido, ainda mais que tem inimigos e personagens do próprio Final Fantasy XV versão 16 bits

Veredito

A King’s Tale Final Fantasy XV é um presente da Square Enix para os fãs de Final Fantasy XV, com uma historia que pode considerar não canon mas é um jogo honestíssimo e muito divertido sua duração e falta de um co-op deixa a desejar mas você vai se divertir do começo ao fim do jogo

Pontos Fortes

Diversão
Nostalgia

Pontos Fracos

Falta de Co-Op
Duração

You can leave a response, or trackback from your own site.
Powered by WordPress | Designed by: Fabio Roberto